Como nasceu a Associação

Nascemos de um pequeno grupo de amigos que tinham em comum o gosto pela corrida, isto no ano de 1975, mais propriamente no mês de Abril. A participação em várias provas, originou a conquista de vários prémios e daí a necessidade de arranjar um espaço para os guardar e ao mesmo tempo a necessidade de reunir para a troca de ideias, pois o grupo ia crescendo. Surgiu, assim a primeira sede na Rua do Castelo 2 (Vila-Velha) constituída apenas com uma sala útil de 3/2 metros.

O interesse foi aumentando e consequentemente também os praticantes. Havia necessidade de legalizar o clube e de pensar em arranjar um outro espaço mais amplo. Em Novembro do ano de 1983 foi constituída legalmente a Associação dos Amigos do Atletismo de Mafra, no Cartório Notarial de Sobral de Monte Agraço, com uma direcção constituída por três elementos.

Foram várias as tentativas de se arranjar um espaço maior. As dificuldades no campo financeiro eram infinitas pois como havia apenas as quotas dos sócios que não tinham qual quer expressão.

Surge a oportunidade de adquirir o espaço que atualmente ocupamos. Davam-nos facilidades de pagamento, nomeadamente em prestações mensais. O problema contudo era a falta do dinheiro. Foram pensadas várias iniciativas para angariar fundos e passou-se á ação. Organiza-mos um festival de folclore, fizeram-se rifas e á semelhança de outras coletividades, na altura, fizemos um loto. Assim fomos conseguindo pagar as prestações e finalmente em Janeiro de 1988 foi elaborada a escritura de compra e venda. Todo o recheio veio posteriormente com a ajuda das entidades oficiais e outros patrocinadores.

O clube mantinha uma atividade constante na prática do atletismo juvenil e sénior, porém foi proposto à direção de 1992 a criação de uma secção de Orientação, modalidade que na altura tinha pouca expressão, no entanto perspectivava-se um crescimento rápido em face do entusiasmo que á volta desta se vinha notando. Foi pela Direção aprovada e foi levada á Assembleia Geral que aprovou a alteração dos estatutos, no dia 4 de Janeiro.

Foi então que, com o apoio da Federação Portuguesa de Orientação, Câmara Municipal de Mafra, Junta de Freguesia de Mafra, Instituições e Empresas, se elaborou um mapa para iniciação, tendo-se desenvolvido diversas atividades de formação recreação e treino, formando praticantes, mas acima de tudo, ajudando a formar cidadãos com um salutar espírito desportivo e alertados para a defesa do ambiente em geral e da floresta em particular.
Atualmente o núcleo de Orientação está sem atividade por falta de voluntários que se dediquem à sua promoção.